Posts tagged with: amizade

Sobre ano novo, metas e essas coisas.

new
Não vou mentir, comecei o ano preguiçosa, um tanto cética, com várias dores físicas e emocionais que insistem em fazer parte da minha vida. Com as últimas já até aprendi a conviver muito bem. Mas eu prometi pra mim mesma que algumas coisas vão mudar em 2014. Coisas importantes, que eu sempre tô adiando por puro comodismo. Auto boicote, provavelmente.
Mas certas coisas não dá mais pra levar com a barriga, principalmente no quesito saúde (que não vai bem, obrigada). Muitas coisas são muito pessoais, só minhas e mais ninguém, mas outras eu quero deixar registrado principalmente porque quero ser cobrada por isso. Quando me prometo coisas e não as torno públicas, é como se eu não tivesse a obrigação de realizá-las.
Então aqui estou prometendo coisas pra mim, pro meu marido, minha família, meus amigos e resto do mundo (que não tem nada a ver com isso!).

1. Voltar a fotografar. Eu amo fotografar, me faz falta.
2. Fazer mais trabalhos manuais. Pintar, desenhar, modelar…
3. Emagrecer. Emagrecer muito. Muito mesmo. Ordens Médicas.
4. Não virar a louca da dieta. Nada de #projetos.
5. Organizar meus horários.
6. Me divertir! Jogar jogos inúteis, sair de casa, trabalhar e estudar menos, aproveitar mais.
7. Convidar amigos para visitar minha casa mais vezes. Cozinhar pra eles de vez em quando. Sou boa nisso.
8. Me aproximar de antigos amigos que o tempo afastou.
9. Ser mais tolerante.
10. Decorar a minha casa, bem linda!
11. Me aproximar um pouquinho mais da arquitetura. É nela que tá meu futuro.
12. Encontrar um sócio ou sócia, companheiro de trabalho. Alguém em que eu possa confiar (porque as últimas experiências foram traumáticas). Trabalhar sozinha é solitário e muito difícil.
13. Escrever mais. Ler mais também.
14. Me preocupar menos.
15. Ficar mais tempo na casa dos meus pais.
16. Usar filtro solar.
17. Cultivar uma horta.


Sobre ternura e amizade


Esse final de semana fui em um casamento. E eu não faço o tipo romântica que chora ao ver a noiva, mas eu chorei, feito criança. Foi a primeira vez na vida que eu chorei em um casamento.
E não foi difícil perceber que não era por causa do casamento, a culpa era da noiva e do sentimento sincero de ternura e amizade que devoto à ela. Foi tão bom vê-la entrando com aquele sorriso dentro da igreja, que eu não tinha o que fazer se não chorar. Ela tava linda e feliz e aquilo me aquecia.

E isso me fez lembrar de todas as amigas que eu gostaria de ver entrando na igreja. Não no sentindo literal, mas vê-las tão felizes quanto vi a Renata. De vê-las com esse sorriso. A lista não é tão grande assim, mas é sincera! E não preciso enumerá-la, elas se reconhecem.

É clichê, eu sei. Mas eu amo vocês minhas amigas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...